Jóni Brandão vence segunda etapa do Troféu “O JOGO”

Jóni Brandão, da Equipa Profissional de Ciclismo EFAPEL, venceu a segunda etapa do Troféu “O Jogo”, ficando classificado na 2.ª posição da Geral, após um duelo de dois dias com o vencedor da Amarela, Luís Mendonça (Rádio Popular-Boavista). Henrique Casimiro (5.º), Rafael Silva (6.º), Antonio Angulo (7.º) e Bruno Silva (9.º) fecharam o Top 10 da tirada, disputada em Vieira do Minho. Seguiu-se o uruguaio Fabricio Ferrari, que terminou em 11.º lugar.

propedalar.com @ 6-5-2019 14:21:00

Jóni Brandão

Jóni Brandão

Coletivamente a estrutura de Ovar, em virtude do excelente desempenho demonstrado nas duas etapas, sobretudo hoje, conforme comprovam os resultados brilhantes, foi a melhor equipa durante a competição, com o melhor tempo, ganhando a Classificação Geral.

A tarde deste domingo foi de espetáculo nas ruas de Vieira do Minho, que ao longo de 100 km tiveram o pelotão a correr 12 voltas de um circuito citadino onde chegaram a ser alcançados os 41,6 km/ hora. Houve muitas subidas, muito calor e muita competição nesta corrida. Foram vários os ataques e as fugas. A EFAPEL colocou quase todos os seus corredores em fuga, envolvendo mais de meia equipa em algumas destas incursões.

Jóni Brandão, com o trabalho do coletivo, procurou a vitória, mas Luís Mendonça não deu tréguas. O duo isolou-se do pelotão para discutir a etapa, numa chegada ao sprint a dois onde o nosso trepador acabaria por se impor, sem, contudo, fazê-lo com margem para vestir de Amarelo neste regresso do Troféu “O JOGO”.

“A minha equipa acabou por trabalhar estes dois dias para eu vencer o Troféu. Mas o adversário foi mais forte. Ainda assim acabámos por conseguir levar a última etapa e fazer o 2.º na Geral, o que já foi um bom resultado”, referiu Jóni Brandão. “Houve, uma vez mais, um grande trabalho da minha equipa”, sublinhou. O trepador disse ainda que é “muito bom esta competição estar de volta, porque tem grande visibilidade e grande nome no ciclismo. Esperamos que tenha regressado para ficar e que cresça. Dois dias em circuito são sempre difíceis. As montanhas podem não ser muito duras, mas sendo repetitivas tornam-se muito desgastantes”, rematou.

Américo Silva, diretor desportivo da EFAPEL, considera que “a vitória de Jóni Brandão veio mostrar a força da equipa que atacou sempre até ao fim, sem nunca desistir, para triunfar no final da etapa. Conseguimos vencer por equipas, o que vem premiar o excelente trabalho desempenhado em termos coletivos”.

propedalar.com @ 6-5-2019 14:21:00