Rota da Filigrana: Francisco Campos impõe-se ao sprint

Francisco Campos (W52-FC Porto) foi o vencedor da primeira edição da Rota da Filigrana, uma clássica de 132 quilómetros, entre Gondomar e Póvoa de Lanhoso, que ligou dois concelhos intimamente àquela arte de trabalhar os metais preciosos.

propedalar.com @ 16-9-2019 11:52:56

Uma fuga de cinco corredores, no início da corrida, marcou um andamento vivo, que permitiu que se cumprissem 44 quilómetros na primeira hora. Joaquim Silva (W52-FC Porto), Márcio Barbosa (Aviludo-Louletano), Marcos Jurado (Efapel), Luís Mendonça (Rádio Popular-Boavista) e Alejandro Marque (Sporting-Tavira) foram os aventureiros, mas acabariam por desentender-se após a única montanha do dia, cruzada na frente por Luís Mendonça.

Da subida, em Barrosas, até à chegada distavam 53 quilómetros e sobraram na dianteira Márcio Barbosa, Luís Mendonça e Alejandro Marque. A vantagem da fuga nunca passou de 1m45s. O pelotão controlou a corrida à distância e proporcionou uma chegada ao sprint.


Na luta entre os homens mais rápidos destacou-se o sub-23 Francisco Campos (W52-FC Porto), melhor de todo o pelotão, relegando Daniel Freitas (Miranda-Mortágua) para a segunda posição e Rafael Silva (Efapel) para o terceiro posto, todos com 3h04m04s.

Luís Mendonça conquistou o título de melhor trepador da prova, enquanto Luís Pereira (JV Perfis/Gondomar Cultural) foi o melhor elemento das equipas de clube. O Sporting-Tavira ganhou por equipas e a JV Perfis/Gondomar Cultural foi a melhor formação de clube.

Os ciclistas amadores também vão pedalar na Rota da Filigrana, através do Granfondo, marcado para este domingo. A prova aberta vai juntar cerca de 200 participantes, que vão pedalar ao longo de 112 quilómetros.

propedalar.com @ 16-9-2019 11:52:56