Portugueses em bom plano no Troféu Internacional 120 Anos FPC

Os corredores portugueses estiveram em evidência nas provas olímpicas de resistência do Troféu Internacional 120 Anos da Federação Portuguesa de Ciclismo, disputadas no passado fim de semana no Velódromo Nacional, em Sangalhos, Anadia.

propedalar.com @ 2-9-2019 13:09:01

Pódio Omnium Feminino

Pódio Omnium Feminino

A competição era pontuável para o ranking internacional, pelo que, a menos de um ano dos Jogos Olímpicos, foi encarada pelos corredores portugueses e por alguns forasteiros como prioridade na conquista de pontos de qualificação para Tóquio.

Os lusitanos estiveram bem no setor masculino, nas duas disciplinas em que ambicionam a estreia olímpica, omnium e madison. João Matias (Vito-Feirense-PNB) foi dominador no concurso de omnium, comandando desde o scratch, primeira das quatro corridas do omnium, para terminar no topo da tabela com 154 pontos. Rui Oliveira (UAE Team Emirates) secundou da melhor forma o compatriota, somando 126 pontos. O terceiro classificado foi o belga Gerben Thijssen, com 122 pontos.


Pódio Omnium

Pódio Omnium

Foi notória a aposta irlandesa, belga e suíça na conquista cirúrgica de pontos de qualificação olímpica, apresentando corredores diferentes nas disciplinas de omnium e de madison, faculdade de que Portugal ainda não dispõe, por ter uma base de recrutamento mais curta.

Esta postura das seleções forasteiras dificultou a vida às duplas portuguesas de madison. A corrida foi ganha pelos belgas Kenny de Ketele e Robbe Ghys, com 56 pontos. João Matias e Rui Oliveira conseguiram a segunda posição, com 48 pontos. Um resultado importante, porque relegou os irlandeses Mark Downey e Felix English para a terceira posição, com 39 pontos, sendo a Irlanda uma nação concorrente direta de Portugal na luta pela presença em Tóquio.


Pódio Madison

A principal competição para a elite feminina foi a omnium. Maria Martins começou bem, vencendo em scratch e sendo quarta classificada na corrida tempo. No entanto, a ribatejana foi penúltima em eliminação, o que condicionou o resultado final. Na corrida por pontos, Maria Martins esteve em bom plano, o que lhe valeu o terceiro lugar final na competição de omnium, com 118 pontos. A vitória foi para a italiana Martina Alzini (Bigla), com 131 pontos. Seguiu-se a belga Shari Bossuyt, com 128. A Equipa Portugal teve também em prova Daniela Campos, que, apesar de ser júnior de primeiro ano, correu em elite, sendo a oitava classificada em nove concorrentes.

O programa desta tarde também contou com a prova de scratch para sub-23 masculinos, na qual brilharam com maior intensidade os corredores estrangeiros, com quatro desses ciclistas a ganharem uma volta ao pelotão para discutirem o pódio. Venceu o belga Sasha Weemaes, seguido por dois suíços, Mauro Schmid e Valère Thiébaud. Iuri Leitão (Sicasal/Constantinos), quinto classificado, foi o melhor português.

Os espanhóis mandaram na disciplina de velocidade. José Moreno (Arrueda Track Team) foi o mais forte, diante do compatriota Sergio Aliaga (Cirbonero/Picsil). O terceiro foi o suíço Marc Frossard.

Na sexta-feira, ao final da tarde, antes do início das provas internacionais, realizou-se o Campeonato Nacional de Madison. Impôs-se a dupla formada por João Matias e Rui Oliveira, com 54 pontos, mais 20 do que César Martingil e Miguel do Rego e mais 30 do que Iuri Leitão e Wilson Esperança, que completaram o pódio.

propedalar.com @ 2-9-2019 13:09:01