Jorge Magalhães garante presença na Volta a França do Futuro

Jorge Magalhães terminou a Corrida da Paz na 19.ª posição, assegurando a qualificação direta de Portugal para a edição deste ano da Volta a França do Futuro, principal objetivo com que a seleção participou na prova checa da Taça das Nações de Sub-23.

propedalar.com @ 11-6-2019 15:24:00

A última etapa, 171 quilómetros com partida e chegada em Jeseník, foi atacada desde o início, correndo-se sempre a um ritmo elevado. A Equipa Portugal teve uma boa exibição. João Almeida e Afonso Silva estiveram envolvidos em algumas tentativas de fuga, ao passo que Jorge Magalhães, melhor elemento na geral, manteve-se no grupo dos favoritos, segurando um bom resultado final, determinante para tornar realidade a qualificação portuguesa para a Volta a França do Futuro.

Jorge Magalhães foi, assim, o melhor português na última etapa, sendo o 15.º a cortar a meta, a 1m50s do vencedor da tirada e da Corrida da Paz, o norueguês Andreas Leknessund. João Almeida foi 28.º, a 5m24s, Guilherme Mota 73.º, a 17m17s, Francisco Campos, Afonso Silva e Gonçalo Carvalho gastaram mais 19m55s do que o primeiro.

Este resultado valeu a Jorge Magalhães a subida ao 19.º lugar da geral, a 4m56s de Andreas Leknessund. Seguiram-se, entre os elementos da Equipa Portugal, João Almeida, 45.º, a 25m25s, Gonçalo Carvalho, 46.º, a 25m42s, Guilherme Mota, 54.º, a 29m27s, Francisco Campos, 91.º, a 49m02s, e Afonso Silva, 92.º, a 50m20s.

O segundo lugar de Francisco Campos na primeira etapa e o 19.º posto de Jorge Magalhães na geral valeram a Portugal a subida de um posto no ranking da Taça das Nações de Sub-23. Após a Corrida da Paz, Portugal é a 14.ª nação, cumprindo a meta de colocar-se no top 15, o que garante a qualificação direta para a Volta a França do Futuro.

propedalar.com @ 11-6-2019 15:24:00