17/3/2019 a 17/3/2019 Clássica dinamiza o turismo em bicicleta na Arrábida

A terceira edição da Clássica da Arrábida, prova internacional que vai realizar-se no dia 17 de março, foi hoje apresentada em Setúbal. Além de uma corrida, pontuável para a Taça de Portugal Jogos Santa Casa de Elite, a Clássica da Arrábida é o evento-âncora para a dinamização do turismo em bicicleta em Palmela, Sesimbra e Setúbal.

propedalar.com @ 6-3-2019 13:21:44

A edição de 2019 da Clássica da Arrábida vai ligar o Largo de S. João, Palmela, ao Castelo de Sesimbra, através de um itinerário de 182,3 quilómetros, que mantém a impressão digital desta competição: subidas curtas e exigentes e troços de terra-batida.

A partida será dada às 11h40, prevendo-se a chegada cerca das 16h00, na terceira passagem pelo Alto da Serra/Castelo de Sesimbra. Pelo caminho, os corredores vão encontrar quatro prémios de montanha: Palmela (km 98,5), Arrábida (km 133) e Alto da Serra (km 151,5 e 167,7). Os setores de “sterrato” somam 2,5 quilómetros. O mais exigente tem 1400 metros, na Subida da Cobra, na aproximação ao prémio de montanha de Palmela, local onde se espera a primeira seleção de valores.

O pelotão terá 22 equipas, oriundas de sete países. Composição do pelotão por categoria das equipas:

Continental Profissional: Caja Rural-Seguros RGA e Euskadi Basque Country-Murias (Espanha), W52-FC Porto (Portugal) Continental: Aviludo-Louletano, Efapel, LA Alumínios-LA Sport, Miranda-Mortágua, Rádio Popular-Boavista, Sporting-Tavira, UD Oliveirense-InOutBuild e Vito-Feirense-PNB (Portugal), Lokosphinx (Rússia), Swiss Racing Academy (Suíça), Team Diffedange-GeBa (Luxemburgo), Team Wiggins Lecol (Grã-Bretanha) e Uno-X Norwegian Development Team (Noruega).

Equipas de Clube: ACDC Trofa/Trofense, Crédito Agrícola/Jorbi/Almodôvar, Fortunna/Maia, Jorbi/Team José Maria Nicolau, JV Perfis/Gondomar Cultural e Sicasal/Constantinos (Portugal)

A Clássica da Arrábida é o principal emblema do protocolo estabelecido pelas Câmaras Municipal de Palmela, Sesimbra e Setúbal com a Federação Portuguesa de Ciclismo e com a Lima e Limão Cycling Services. Além da corrida, o acordo previa a elaboração de um Guia de Percursos Cicláveis da Arrábida, também apresentado hoje, na Casa da Baía, Setúbal.

O Guia de Percursos Cicláveis da Arrábida oferece 13 sugestões de trajetos, pelos três concelhos da Arrábida, identificando a dificuldade de cada um dos itinerários, assim como os locais de interesse a visitar pelos turistas em bicicleta.

O terceiro ponto do programa velocipédico para a região é o Granfondo da Arrábida, que também vai realizar-se no dia 17 de março, esperando-se que junte cerca de mil participantes amadores, distribuídos por dois percursos. O granfondo terá 129 quilómetros e um acumulado de subida de 1700 metros, enquanto o mediofondo propõe uma volta de 89 quilómetros, com um acumulado de 1175 metros. Ambas as distâncias têm partida e chegada em Sesimbra.

“A Clássica da Arrábida é uma corrida com um bom percurso e com excelente nível competitivo, mas é mais do que uma corrida. É um projeto abrangente, de forte ligação ao território da Arrábida, que junta o desporto de massas, através do granfondo, e também o guia de percursos”, frisou o presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo, Delmino Pereira, na apresentação desta quarta-feira.

O anfitrião da cerimónia, o vereador da Câmara de Setúbal, Pedro Pina, afirmou que “a Clássica da Arrábida é a receita perfeita, porque consegue congregar os melhores ingredientes de cada um dos três concelhos. A Arrábida é um elemento agregador das três autarquias, que, de forma solidária, souberam chegar a um acordo para ter uma prova altamente competitiva”.

O presidente da Câmara Municipal de Sesimbra destacou o contributo da Clássica da Arrábida para a divulgação do território. “Este projeto permite potenciar e dar maior notoriedade à marca ‘Arrábida’, que é mais forte do que as marcas individuais de Palmela, Sesimbra e Setúbal. O Guia de Percursos é também uma mais-valia para a criação deste produto de turismo ciclável”, reconheceu o edil, Francisco de Jesus.

O vereador do Desporto da Câmara Municipal de Palmela, Luís Calha, manifestou satisfação com o percurso trilhado até aqui e a esperança de que a Clássica da Arrábida possa crescer. “A Clássica da Arrábida é uma prova com identidade, que traz até nós alguns dos principais nomes do pelotão nacional. Não menos importante, valoriza também o desporto para todos. Esta prova tem todas as condições para continuar a afirmar-se e a crescer para novos patamares, assim outras entidades se juntem a nós”, afirmou o autarca.

Clique aqui para aceder ao Guia de Percursos Cicláveis

Mais informações em http://www.classicadaarrabida.com/

propedalar.com @ 6-3-2019 13:21:44